Oi sumido!

OI SUMIDO.

Te envio essa carta só pra dizer que sinto sua falta. Sei que muitas vezes não te dei valor. E que você pode até não acreditar, mas suplico, eu mudei.

Sinto falta de amanhecer cedinho com você ao meu lado. Curtindo a paz na minha cama, esperando o despertador acordar.

O dia vem e vai correndo. Quando eu vejo, não te vi. Cadê você? Desistiu mesmo de mim? Era gostoso quando você aparecia disfarçado no meio de um telefonema, ou no susto de uma notícia mesmo que ruim. Pequenas surpresas que eu não valorizava. Sinto sua falta.

A noite cai e você aproxima. Chega chegando sem nem perguntar se pode. Gostava da sua iniciativa, mas mesmo assim te perdi. Você ficava ali, ao meu lado e eu não te dava valor. Os áudios do celular eram sempre mais atraentes.

O sono chega mais forte, e a luz se apaga. Mais um dia passou e eu não te curti.

Gostaria de ter ficado mais um pouco com você, Silêncio.

SOBRE O TEXTO

Escrevi esse texto quando participei de uma oficina de escrita criativa com o escritor @vassallomarcio pelo Sesc.

Ana Paula Cândido

Prazer, meu nome é Ana Paula! Obrigada pela visita em meu blog :) Dúvidas, críticas ou sugestões? Fique à vontade para comentar. Ficarei feliz com sua contribuição!